Pátio Central

 :: Nível 1

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por The Master em Sex Fev 07, 2014 4:44 pm
EDIT!
avatar
Informacion
Mensagens : 125
Pontos : 493
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por The Master em Sex Fev 07, 2014 5:35 pm
<
Eclosão

Convidado, seja bem vindo(a) a narração de nossa trama, abaixo seguirá algumas instruções para um bom desenvolvimento da mesma, espero que goste.
- Todos tem até 20 minutos para responder ao post do narrador, após o narrador postará novamente.
- Não existe ordem de postagem.
- Quem chegar depois da primeira postagem do narrador deverá postar como quem tivesse passado pela situação anterior.
- Mínimo 4 linhas de interpretação.
- Todas as ações são imprevisíveis, lembre-se que o narrador pode manipular seus atos.
- Quem em algum momento for utilizar de feitiço, escolha um número de 0 à 10, e então rolarei o D10 que tenho em casa e iremos definir qual efeito terá o uso do feitiço. O numero tem de estar no final de seu post.

Eles a sentiram arder, era finalmente chegada a hora...
Era mais ou menos três da tarde, todos do mundo bruxo encontravam-se no Pátio central do Ministério devido a um convite um tanto curioso que dizia: O mal se curva perante Conrad as 16 hrs.  O local por sua vez encontrava-se em “festa”, a água da ponte tomava forma de belas mulheres que coreografavam uma dança,  em centro ao pátio um palanque e acima deste um cubo enorme coberto por uma toalha negra feita a pelo de Trasgo e dentro deste, algo rosnava alto e de forma arrepiante .
Conrad e sua vice-ministra cumprimentavam os seus colegas e recebiam os parabéns por algo que muitos sequer faziam ideia, ele como sempre arrumado e desta vez acompanhado curiosamente pela sua primeira-dama a srta. Mischa Howard, irmã do procurado Dionisio Howard e prima de Remo H. Romanov, o que fazia com que os membros do Profeta Diário e do Semanário Bruxo cercassem o casal.
Músicos tocavam alegremente marchinhas enquanto aviões pairavam no ar. Uma figura encapuzada e com um enorme facão se encontrava no canto do local, possivelmente um carrasco e aquele atraia os olhares da maioria dos alunos.
Todos pareciam apreensivos, até mesmo pelos últimos acontecimentos, será que tudo aquilo  havia acabado? A paz estaria novamente estabelecida?
Doces eram entregues de forma gratuita enquanto passeios a vassoura eram cedidos. No alto do local logo foi revelado um banner que  tinha contido a foto de Valquíria, Remo e Dionisio ( os procurados) e escrito: ESTES TAMBÉM CAIRÃO PERANTE CONRAD E CHANDLER!
Era um dia de felicidade, ou não!

Obs: Estão contidas neste mestrado a atividade de G$ 200,00. Fique atento!
Editado por Narrador

avatar
Informacion
Mensagens : 125
Pontos : 493
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Astrid D. Howard em Sex Fev 07, 2014 6:14 pm

On drugs and on love
Blurrin' the lines between real and the fake

Era o meio da tarde. Estava no Ministério da Magia, as pessoas finalmente pareciam felizes. Eu estava feliz. Não tanto. Tio Dionísio ainda tinha estado de procurado e eu sabia que em Azkaban uma cela o esperava. Um convite fora entregado para todos. “O mal se curva perante Conrad” se dizia nele. Um convite um tanto sinistro, mas parecia que todos estavam curtindo esse convite. O pátio central do Ministério se encontrava em total festa. Eu olhava para todos os lugares desconfiada. Não sabia no que eu podia confiar naquele momento. No centro do pátio havia um palanque, sobre o palanque havia um cubo coberto por uma toalha negra, só eu que estava me sentindo incomodada com aquele cubo? Quando se chegava perto se conseguia ouvir rugidos, na verdade não precisava estar perto para se ouvir o rugido alto. Era arrepiante. Quando eu passava ali por perto, minhas pernas descobertas –até porque eu estava usando um vestido curto- se arrepiavam.


Por todo o lugar havia pessoas elegantes observando meu vestido extremamente curto, já eu ficava de olhos enojados em seus vestidos grandes até demais. Conrad e sua vice-ministra desfilavam por todo o salão, com seus elegantes trajes, cumprimentando todos os seus possíveis colegas. Tia Mischa nunca esteve tão, tão, tão bonita. Eles eram praticamente intocáveis, as pessoas cercavam eles e os flashes das câmeras do pessoal do “Profeta Diário”.


Estava cansada de ficar ali, mas de alguma forma eu sabia que tinha que ficar ali, por consideração. Uma figura misteriosa e sinistra também estava ali, procurei manter distante dela e da sua vista. Ela portava um facão. Com certeza não era gente boa, e eu estava com uma extrema vontade sair gritando por aí, mas nunca se sabe, e eu não podia acusar alguém assim, sem provas. Só resolvi continuar o meu trabalho ali, ficar feliz, distrair a cabeça e sorrir para cada pessoa desconhecida que acenar a mão para mim.




Última edição por Astrid D. Howard em Sex Fev 07, 2014 6:33 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Informacion
Mensagens : 43
Pontos : 51
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Cat S. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 6:23 pm
Catherine Skiller


Convites para eventos nada legais. Era isso que eu recebia, sempre e sempre. Isso era tão frustrante. E ultimamente nada tinha me chateado. Mas Cher tinha pedido para que eu fosse, e quem sou eu para dizer não para minha mãe? Complicadíssimo. Da última vez que fui a algum evento Chauncey havia sido morto... E às vezes a imagem do mesmo jogado no palco vinha a minha mente, e perturbava todos os meus pensamentos. Mas o que poderia acontecer em um evento do ministério? Em um evento que iria todos os funcionários do Profeta e também do Ministério. Se não estava protegida ao lado deles, de quem é que eu estaria?

Arrumei-me rapidamente para o tal evento. De calça jeans, sobretudo e All-Star. Sempre a mesma cara. Prendi o cabelo num rabo-de-cavalo e saí em direção o local.

A primeira coisa que notei no local foi à decoração. Parecia um parque de diversão, com várias coisas para fazer. Olhar os aviões, poder voar de vassoura, a fonte era divertida de se olhar. Mas meus olhos miraram direto para uma pessoa encapuzada com um facão enorme. Afastei-me o máximo possível.

“Deuses, não quero nem imaginar...” Pensei comigo, enquanto encostava-me em um balcão. Peguei um dos doces e mordi. O banner era tanto exagerado. Comi o resto do meu doce, e fiquei esperando para ver se encontrava alguém conhecido.


avatar
Informacion
Mensagens : 46
Pontos : 49
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Pria Amundsen Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 6:31 pm



This is that original♕
This has no identical


Pria estava repousando em seu mais profundo sono quando foi acordada por sua pequena gata Prim, a qual adorava receber seus carinhos pela manha. É claro que se a garota não estivesse de bom humor com toda certeza iria manda-la embora, ou então faria um pequeno carinho e retornaria a dormir profundamente... Mas esse não era o caso, pelo menos no momento. A loira sonserina encontrava-se simpática ao extremo, até mesmo com aqueles que despertavam em seu subconsciente uma ânsia profunda na maioria das ocasiões. O motivo? Quase todos já sabiam, visto que ela fez questão de contar para meio mundo bruxo que estava namorando Morôni. Afinal, ela havia sido pedida em namoro da maneira mais linda e romântica possível. Antigamente poderia repudiar tal ato, porém, naquele instante e em todas as vezes que olhava para seu anel de compromisso se sentia feliz. Realmente ele havia a mudado, e como havia mudado... Levantou-se rapidamente, dispersando os pensamentos, e colocou Prim em seu colo. Aconchegou-a com um carinho simples, mas muito abrasador. - Oi gatinha linda... Como dormiu? - Por algum motivo Pria tinha a mania de pensar que ela a entendia. Assim que os olhos da gata fecharam com o carinho, Pria colocou-a sobre o travesseiro. Olhou para o relógio e percebeu que estava um pouco atrasada. Mas, atrasada para o que? Na verdade nem ela menos sabia. Só sabia que devia comparecer a Pátio Central do Ministério a convite do próprio Ministro. - Cara, sempre acontecem coisas boas e ruins nessas ocasiões. Nunca sei se devo ir ou falta. Mas já que meus pressentimentos não estão tão aflorados, é melhor eu ir. - Dirigiu-se até o banheiro, levando uma muda de roupa, uma toalha e sua maleta de maquiagem para o local. Depois de tomar um breve banho a menina prostrou-se em frente ao espelho, fazendo com que eu cabelo se ondulasse mais que o normal e seus lábios ficassem mais perceptíveis com um batom forte. Antes de sair relou o convite para ver se não havia errado o dia ou então o horário, e faltavam apenas quinze minutos para que a tal “festa” se iniciasse. MAS será mesmo que era uma festas? Era o que logo Pria descobriria. [...] Não demorou muito e ela já se encontrava no local abarrotado de pessoas, sem sua maioria alunos de Hogwarts.  A garota procurava alguma face conhecida quando se deparou com a visão de figura encapuzada, ou melhor dizendo, deparou-se com um carrasco. Já havia visto um em Hogwarts, mas não sabia para que ele serviria em tal ocasião. Conrad e mais alguns membros ministeriais estavam juntos, conversando e recebendo cumprimentos por algo que Pria não fazia ideia. Os cumprimentaria também, se fosse chegada em perigo demasiado... E é aquilo que apitava quando ela se aproximou dos mesmos. - Melhor eu procurar alguém. - Sibilou consigo mesma e começou a andar pelo Pátio cautelosamente. Alguém lhe ofereceu um doce e ela aceitou, mas antes que começasse a come-lo decidiu esperar e ver alguém comeria e continuaria vivo. Isso não seria preciso, ela levou um susto que deixou-o cair ao chão. Bem lá no alto do local logo foi revelado um banner que  tinha contido a foto de Valquíria, Remo e Dionisio e escrito tais dizeres: ESTES TAMBÉM CAIRÃO PERANTE CONRAD E CHANDLER!.. - Eles cairão perante Conrard e perante meu pa... Opa opa, ninguém pode saber que eu sei sobre alguma coisa relacionada ou sequer que apenas desconfio. - Calou-se antes que alguém escutasse o que não deveria.
avatar
Informacion
Mensagens : 110
Pontos : 136
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Valquíria C. B. Schatten em Sex Fev 07, 2014 6:42 pm


Hello, hello, remember me?



E mais uma vez ela estava de volta ao lar. Após uma pequena viagem à Alemanha, Valquíria decidiu voltar para casa. Um de seus desejos era pode descansar, mas logo recebeu um convite de que teria uma comemoração no Ministério da Magia. Que tipo de festa seria? A senhorita Schatten não sabia. Mordeu os lábios e fez Brisingr virar na direção contrária. Enquanto o grande dragão sobrevoava Hogsmeade, Schatten abriu sua bolsa mágica. Pegou um longo vestido vermelho e respirou fundo, mandando o dragão continuar voando, mas sem fazer curvas. Fixou os pés nas costas de Brisingr e abriu o zíper do vestido preto, tirando-o. Logo colocou o vestido vermelho, se equilibrando nas costas da criatura. Arregalou os olhos ao ver que o dragão seria obrigado a virar para á direita e gritou, se segurando no pescoço do mesmo. - Maldição! Eu podia ter caído.
Alguns minutos se passaram e Brisingr estava descendo. Valquíria desceu das costas de seu amado animal e bocejou, passando uma das mãos no cabelo. Vestiu uma longa capa negra, com um capuz cobrindo o rosto e deixando apenas a boca á mostra e sorriu. Olhou para os lados e arqueou a sobrancelha. "Quem serei, quem?", Schatten pensou.
Concentrou-se e logo seu rosto começou a mudar, assumindo a forma de sua prima. Os cabelos ficaram prateados, num tom esbranquiçado. A pele ainda mais branca, e os olhos um pouco mais claros. Respirou fundo e passou um forte batom vermelho nos lábios. Cerrou os olhos e arqueou a sobrancelha, olhando para Brisingr. - Não suma. E cuidado com o céu, meu amor. - Acariciou a cabeça do dragão e começou a caminhar em direção ao ministério da magia.
Tirou os óculos de armação negra de dentro da bolsa e os colocou, deixando um pouco caído no nariz. Pendeu a cabeça para o lado e sorriu, adentrando no Ministério. Seu coração estava acelerado, pois Schatten não sabia o que iria acontecer ali.
Alguns minutos se passaram e ela olhou para o céu, notando algo que a fez gargalhar de forma escandalosa. Um grande banner com imagens de Remo, Dionisio e ela. Valquíria revirou os olhos e sussurrou: - Podiam ter colocado uma foto melhor... - Deu de ombros e caminhou até uma menininha que carregava uma barra de chocolate nas mãos. Arqueou a sobrancelha e tomou o chocolate da menina, dando uma leve mordida no doce e mandando beijo para a criança.
A pobre menina correu, chorando sem parar, procurando os pais. Enquanto isso, Valquíria apenas observava as pessoas que chegavam, outras que saíam; tentava calcular o que iria fazer naquela bela festa.

Metamorfomagia:
avatar
Informacion
Mensagens : 54
Pontos : 48
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Katherina Von Karnstein em Sex Fev 07, 2014 6:48 pm

Chego ao ministério da magia através das tão famosas lareiras, como muitos outros bruxos habituais faziam. Cumprimento algumas pessoas com sorrisos leves e singelos, porém, passavam a simpatia necessária. Com um vestido preto tubinho, realçando minhas belas curvas, cabelos em um coque frouxe deixando a jugular a mostra, batom vermelho sangue como sempre e assim, caminhei pelo meio da multidão e me pus a olhar Conrad e seus seguidores. Sinceramente não sabia mesmo o porque havia vindo a este evento do ministério, nunca gostei do ministério da magia e muito menos dos ministros. Fico de olho, apenas acompanhando o movimento, torcendo para não ser muito percebida na multidão. Ainda mais porque ainda não estava totalmente curada do ataque do lobisomen na floresta, infelizmente algumas pequenas dores ainda se prolongavam em minhas costelas e região.
avatar
Informacion
Mensagens : 39
Pontos : 39
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Charlotte M. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 6:48 pm


And just in time, in the right place, suddenly I will play my ace

 

Por enquanto tudo ocorria bem, todos pareciam "animados" e ansiosos para saber o motivo da tal festa, e o porque daquela comemoração. Todas as atenções voltaram-se para o corredor central e o silencio se sobre pôs no local, além do barulho que vinha de dentro da caixa, o único barulho que se ouvia por ali era o da madeira batendo contra o piso. A cereja estragada que faltava no bolo havia chegado, O Diretor Gregory. A tensão entre ele e o Ministro era evidente.

Ao perceber a movimentação entre os ministeriais, percebendo que Conrad já iniciaria seu discurso, Charlotte caminhou até a parte em que as vassouras eram disponibilizadas pegando duas delas. Dirigiu-se até sua prima, Pria, estendendo uma vassoura para ela - Que tal um pouco de animação? - Puxou uma das mechas da loira, enrolando-a em seu dedo. - Cem galões, Pria, cem...

A voz áspera do ministro ecoou sobre o grande pátio, todas as atenções voltaram-se para ele. Até mesmo a de Charlotte, que parecia ser a menos interessada em ouvi-ló. O "monstro" coberto pela toalha negra logo fora revelado, um nundo. E em um piscar de olhos o lugar fora tomado pelas forças da trevas. Comensais começaram a se espalhar pelos locais, e as pessoas começaram a gritar. - Tava bom demais para ser verdade.. - Sussurrou para si mesma.

Charlotte apenas olhava para os lados, calma, paralisada, como se estivesse em transe. Sentiu alguém puxa-lá pela mão e ao olhar para o lado pode ver a figura de sua prima - Pria? - Ao terminar de falar a garota deu-se de cara com chão, caindo, logo sendo estapeada por sua prima. - Pria! Pria, para com isso! - Charlotte dizia enquanto tentava se proteger com as mãos. Não estava entendendo o porque daquilo. Pria nunca fora disso. Poderia tentar revidar, mas não, não queria machuca-la. Assim que se viu livre da sonserina a garota pôs-se de pé a procura de Pria que não se encontrava mais ali.


Última edição por Charlotte M. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 8:58 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Informacion
Mensagens : 14
Pontos : 17
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aislinn M. S. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 6:51 pm

F*cking Aislinn
A morte está a um passo de distância


Atrasada como sempre estava eu, quando recebi aquele convite eu não sabia se ria ou se caía na gargalhada, o Ministério estava cada vez mais ridículo e imbecil, mas Pria insistiu para que eu fosse, por mim eu nem pisava lá, mas minha prima pareceu animada coma quilo por algum motivo estranho, já era quase na hora marcada no convite eu não vi Pria quando entre naquele lugar no Ministério, só vi que estava abarrotado de pessoas, tentei não tocar em nenhum enquanto passava por eles, não sabia quem era ou não um sangue ruim, eu trajava um sobretudo que cobria a minha cabeça, quando vi o banner meus olhos se arregalaram, Valquíria estava entre eles, eu não me importava sobre os outros dois, mas Val era minha mentora, ela não iria morrer! Eu peguei um docinho que eles estavam distribuindo, era até com para ser franca, levei-o aos lábios procurando por Pria, ainda não tinha visto, mas uma silhueta me pareceu familiar e a voz, me aproximei da mesma quase levando a mão a seu ombro na última frase, quando ela terminou eu estava em pé a seu lado. - Seu pa o que? - Falei a encarando com semblante de poucos amigos enquanto consumia o meu doce.

avatar
Informacion
Mensagens : 126
Pontos : 146
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Ehren L. Syddle Bolter em Sex Fev 07, 2014 7:07 pm
Mestrado
· Falas · Pensamentos · Falas de outros · Narras ·


Eu preciso de sangue ao invés de lágrimas


Um dia frio e obscuro estava pra surgir no ministério. Aquele local me trazia péssimas lembranças. Eu tinha deixado minhas filhas na casa da mãe. O pátio até que parecia animado, elas iriam gostar, porém eu quero evitar que se aproximem demais do perigo. Ainda mais no ministério. Eu estava no Deserto do Saara em uma missão do sinistro. Procurava uma ampulheta no covil da Hidra do deserto. Seu esconderijo era adentro de um buraco de areia movediça. Ele levava para um abismo tão escuro que os animais eram evoluídos para o habitat. Ele era feito com duas paredes repletas de cavernas, você não via onde começava ou terminava, apenas havia uma escuridão e um calor infernal. Eu procurei pela ampulheta por dois dias e uma noite. Eu comia escorpiões e serpentes, elas eram evoluídas por conta do local, mas era comer ou morrer. Já havia perdido noção do tempo, mas o Sinistro apareceu. Era hora de ir embora. Sem sucesso na missão e quase devorado pela hidra do deserto. Eu sai do local em direção ao ministério. Eu me vestia com uma roupa tipica dos moradores das cidades próximas do deserto, ela protegia o corpo do calor e da areia. Eu usava um capuz bege com um pano vermelho, ele tampava a boca e o nariz contra a poeira. Sinistro queria que eu ficasse de olho no pátio. Eu não tive tempo de trocar de roupa ou tomar um banho, eu realmente precisava de um. Eu caminhei pelo pátio em direção a uma entrada escura. Lá eu permanecia nas sombras, apenas observando. Quando me dei conta, eu vi um banner dos procurados. Dei um sorriso percebendo o quanto o Dio era feio e a Val com cara de empadão.


avatar
Informacion
Mensagens : 20
Pontos : 22
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Alaric Batiatus Howard em Sex Fev 07, 2014 7:25 pm



I'm a perfect


bad boy




Adentrava no ministerio com minha tipica roupa de passeio : Blusa com detalhes em vermelho preta, casaco de couro, jeans marinho, meu all star surrado e meu oculos escuro. Me sentia um pouco deslocado, não sabia oque aconteceria na noite tinha seculos desde que via o ar longe de hogwarts estava até apreensivo , mas preferi ficar em um canto qualquer era até melhor, um banner do meu tio ''affê se fosse para isso eu nem tinha vindo ''.
thanks ross & tiago @ cg

avatar
Informacion
Mensagens : 131
Pontos : 134
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por The Master em Sex Fev 07, 2014 7:53 pm
<
Eclosão

Convidado, seja bem vindo(a) a narração de nossa trama, abaixo seguirá algumas instruções para um bom desenvolvimento da mesma, espero que goste.
- Todos tem até 20 minutos para responder ao post do narrador, após o narrador postará novamente.
- Não existe ordem de postagem.
- Quem chegar depois da primeira postagem do narrador deverá postar como quem tivesse passado pela situação anterior.
- Mínimo 4 linhas de interpretação.
- Todas as ações são imprevisíveis, lembre-se que o narrador pode manipular seus atos.
- Quem em algum momento for utilizar de feitiço, escolha um número de 0 à 10, e então rolarei o D10 que tenho em casa e iremos definir qual efeito terá o uso do feitiço. O numero tem de estar no final de seu post.
Conrad ainda cumprimentava todos, mas apesar daquela chuva de parabéns, faltava alguém ali: Gregory!
Apesar de toda festa, todos estavam apreensivos, Aislinn que o diga. O rugido vindo do cubo era cada vez mais forte, quando a figura mais esperada do evento chegou, O diretor parecia ranzinza quando sempre e demonstrou sua insatisfação ao olhar para Conrad  e o mesmo esnobar dos seus feitos.
- Onde está o Chandler? Está na hora de começar!- Conrad dizia a sua vice-ministra.- Irei começar sem ele mesmo!
O mesmo se direcionou em direção ao palco e parou atrás de um microfone que ficava ao canto do mesmo. Logo o silêncio predominou no local, exceto o ruído que vinha do cubo.
-Ladies and gentlemen, é com muito prazer que hoje comemoramos  o fim de um dos maiores males do mundo e o inicio do fim das trevas!- O mesmo gargalhou ironicamente, a felicidade estava clara em sua face- Bom... como vocês devem saber, nós do ministério da Magia estivemos trabalhando durante anos e anos na caça e execução da fera das feras, sim meu amigos ela esta aqui! O ministério não se conteve em caçar as trevas somente, como também assumiu a meta de caçar a maior criatura assassina!  E hoje, nós iremos partilhar esta conquista com vocês executando O NUNDU PUBLICAMENTE!
O carrasco subiu o palco e puxou a capa feita de pele. Logo a figura de um tigre foi revelada. O mesmo trazia em sua boca uma mordaça e suas patas estavam presas em enormes e rígidas correntes. Conrad gargalhou de forma extasiante e os puxa-sacos ministeriais fizeram o mesmo.
- ESTE MEUS AMIGOS, É O MAIOR REPRESENTANTE DAS TREVAS!- Conrad se aproximou da criatura de forma um tanto psicótica- TÃO FRÁGIL...
-  TÃO FRACOS! TÃO INÚTEIS! TÃO CHEIOS DE SI! EU JURO SOLENEMENTE QUE NÃO IREI POUPAR NENHUM DE VOCÊS!- Logo uma voz ecoou no local, Conrad olhou para o teto do ministério por reflexo e viu uma caveira negra se aproximando do mesmo.
Os vultos adentraram o local e gargalhadas eram escutadas enquanto os espectadores gritavam. Os vultos negros rodopiavam e pousavam em locais estratégicos, assim bloqueando a saída. Os aurores por sua vez posicionaram suas varinhas em direção aos comensais, apenas esperando a ordem expressa de Conrad.
Três vultos em particular sobrevoaram sobre o palco gargalhando e pousaram no palanque, estes logo tomaram as formas de Remo e Dionisio e um ser encapuzado cujo o rosto era escondido por uma mascara.
Conrad foi cercado pelos ministeriais e levado para longe do palanque onde estaria em segurança enquanto Gregory e seus funcionários defendiam os herdeiros.
- Fracos... inúteis, de que posso chamar vocês?- O homem encapuzado olhou para todos- Valquiria e Sr. E por favor me acompanhem nisto!
Valquíria aparatou até o palanque gargalhando e o Sr. E ( Ehren) estava vestido de comensal e se juntou a todos.
- Bom,  como chamar vocês eu ainda estou pensando, mas vocês podem me chamar de... Sr C? Lorde das Trevas? Cão? Não importa, a revolução está clara!- O mesmo gargalhou e colocou a mão dentro da jaula acariciando o Nundu- Tão idiotas, né bebê? Olha só, eles acreditam em paz e convivência mestiça, além de ordem! Mas não sabem que ordem se conquista com força e sem trouxas!
O Sr. C virou-se novamente para a plateia.
- Bom, sem mais delongas eu sinto em vos dizer que eu não irei matar o Nundu, eu amo o Nundu e este me obedece, pois eu sozinho subjuguei a fera!- O Sr. C apontou o dedo para a jaula e a mesma desapareceu.-  INICIE NOSSA VITÓRIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
O Nundu pulou na plateia que por sua vez correu desesperada, corpos eram arremessados pela criatura, Conrad ordenou para que os aurores atacassem os comensais, logo centenas de aurores e comensais duelavam no pátio. O Sr. C olhou para Remo e Valquiria:
- Mate os herdeiros!
Ambos aparataram em direção ao mesmo e deram de cara com Gregory e Katherine.
- Aqui vocês não passam! – Afirmou Katherina.
Antes que Remo sacasse sua varinha, Valquíria fez uma carinha de cão sem dono e Remo cedeu o duelo a mesma. Valquíria em seu jeito doido fez com que a roupa de Katherina estourasse feito fogos de artificio enquanto lampejos eram soltos pelas varinhas de ambas.  Valquíria derrotou Katherina e a derrubou no chão, logo em seguida aparatou fugindo, aparatação essa que foi interrompida por Gregory e ela deu de cara numa pilastra.
- Pega ela!- Ordenou Gregory a Katherine.
Remo sacou a varinha e foi em direção aos alunos, mas Gregory o interrompeu e ambos iniciaram um duelo épico.
- Dio, azare o mundo bruxo com o exercito!- Ordenou o Sr. C.
Dionisio aparatou junto com centenas de comensais, logo o mundo bruxo era morto e sombrio.
- Sr. E, derrube o ministério!
Ehren gargalhou e aparatou dali. Logo eram-se escutados estrondos vindo do prédio.
Aislinn demorava para entender o que estava acontecendo e quando deu por si  o Nundu pulava sobre a mesma, por sorte Alaric a tirou da rota de fogo caindo sobre a mesma, mas a criatura voltava ao ataque. Pria e Charlotte corriam juntas agora e de mãos dadas, quando a mesma olhou para a corvina e a fez tropeçar dando-lhe em seguida uma boa surra ( ela odeia corvinos,rsrsrs).  Cat e Astrid estavam cercada por comensais e tinha que sair dali de alguma forma.
Enquanto isso uma batalha era travada no céu AurorXComensal, e Conrad junto aos seus ministeriais duelava contra aqueles comensais que vinham contra ele. O Sr. C. também resolveu entrar na dança quando cinquenta aurores lhe deram ordem de prisão, o mesmo desceu do palanque e em simples movimentos com a mão matava os aurores.
Tristeza se denominava aquela situação...

Obs: São proibidos ataques ao Sr. C., Conrad, Kessler Chutney, Gregory , Remo e Ehren.
Editado por Narrador
avatar
Informacion
Mensagens : 125
Pontos : 493
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aislinn M. S. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 8:21 pm

F*cking Aislinn
A morte está a um passo de distância


Então o circo estava amardo, primeiro o ministro doido, sério namoral, quando Conrad começou a falar aquelas coisas de forma exaltada eu logo pensei "Não pago minhas contas para vir ouvir isso", mas até aí tudo bem, depois ele falou do Nundu, meus olhos arregalaram e eu até cuspi o meu doce quando eu vi a criatura, ela era feroz e por um segundo eu fiquei impressionada com a mesma, quase como hipnotizada por seu olhar medonho. Mas eu nunca posso desfilar em meus devaneios em paz, meu olhar encontrou o teto do Ministério, onde aquela fumaça negra se aproximava, queria ver Valquíria aparecer de uma deles, mas fora dois loucos e um encapuzado estranho que estavam no lugar, mordi o lábio inferior, uma parte de mim riu quando ele sub-julgou Conrad, o maluco de pedra, mas meus olhos não acreditaram no que viram quando ele libertou o Nundu, no meio da bagunça eu vi Valquíria e Ehren, esse segundo eu conhecia bem, ele era amigo de meu pai, que queime no inferno, os dois. Na correria por causa do Nundu eu  me perdi de Pria, quanodo dei por mim a criatura já estava pulando sobre mim, só não me matou na hora por que um garoto, que era monitor mas não me lembrei do nome, veio em minha direção, agora estávamos ambos na linha de tiro, saquei minha varinha, era Alaric ou eu, antes do feitiço eu e empurrei para trás, um pouco. - Estupefaça! - Bradei contra o grifano que fora jogado contra o Nundu enquanto eu me afastava mais e mais da fera entre meio a multidão.

PS: Número 5

avatar
Informacion
Mensagens : 126
Pontos : 146
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Cat S. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 8:25 pm
Catherine Skiller


Lotte apareceu e conversamos bem pouco. Na verdade ela falou e eu concordei com tudo, enquanto comia meu doce. Antes de morder o último pedaço, ele foi roubado de mim. Olhei de cara feia para Charlotte enquanto ela saia de perto de mim. Peguei outro doce que estavam distribuindo e comecei a devorá-la. O evento estava tão entediante como o previsível. Eu devorava vários doces e nem prestava atenção no que o ministro dizia. Só consegui prestar atenção quando uma voz gritando começou a ofender todos do ministério. Olhei assustada para ver o que acontecia. “Não dou sorte em eventos!”. Afastei-me da algazarra ficando perto de umas das saídas.

Gargalhadas ecoavam no local, e logo aquilo ali parecia um circo de horrores. A confusão se alastou e perto de onde eu estava, chegaram vários comensais. Estava completamente cercada, e só então percebi que havia alguém do meu lado. Três comensais contra duas estudantes. Estava completamente assustada. Levei a mão ao bolso, tirando a varinha. “O que você vai fazer, Catherine?”

- Immobulus! - Gritei correndo por entre o outro comensal. Não sei de onde eu tirei força para falar, ou até mesmo para agir. Mas meu corpo reagiu praticamente sozinho. Continuei correndo até ficar atrás da fonte. Um local um pouco mais seguro que os outros. Meu corpo tremia e eu mal conseguia abrir os olhos para ver o que estava acontecendo.

OFF: Hã.. Número sete. .-.




Última edição por Cat S. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 8:31 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Informacion
Mensagens : 46
Pontos : 49
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Pria Amundsen Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 8:30 pm



This is that original♕
This has no identical


Pria estava observando o banner mais uma vez, quando levou um breve susto. Aislinn tinha afinal escutado tudo que ela dissera segundos atrás. - Que susto. - Bem, menos mal. Ela era, afinal, conhecida e alguém de sua grande confiança. - Pa nada... Não falei nada disso garota hahahahah... Ok, eu falei. Mas por enquanto eu não posso lhe falar nada amiga. Quando eu puder você será a primeira a ficar sabendo, ok? - Ela poderia até continuar aquela conversação se não fosse por ter escutado o pronunciamento que Conrad começara a fazer. Não demorou muito e ela se deparou com a aparição do Sr. C... Sim ela estava o vendo novamente depois de muito tempo. Porque será que ele não havia a contatado depois de contar tudo? Medo, ou então vergonha. Talvez ele até tenha se arrependido de conhece-la naquele dia. Tudo aconteceu como em um turbilhão... Comensais, aurores, um Nundu. MAS O QUE? Havia a porcaria de um Nundu ali? Ela não acreditava no que estava acontecendo. Estava tudo tão confuso que ela não sabia explicar nem raciocinar qual havia sido a ordem dos acontecimentos que acabara de ver. Só sabia correr. E como em um passe de magicas ela estava de mãos dadas com sua prima Charlote correndo como uma louca. Ela nem ao menos se lembrava de como havia parado ao lado da garota e o porque corriam de mãos dadas. E foram alguns instantes depois que ela se viu com um desejo incontrolável de deixa-la ali e percorrer o caminho para um lugar seguro sozinha. Completamente sozinha. Um mal intenso tomou suas entranhas e ela se sentia enojada com todos os presentes no local. O que estava acontecendo com o psicológico da garota? Ela nunca fora assim de agressões ou peripécias mais violentas. Ela queria bater em todos, manda-los para o inferno. Ela então se esquivou da mão de Charlote e fez com que a mesma caísse. Assim que se deparou com a garota deitada no chão seu único impulso vou estapeá-la... Mas porque? Ela era sua prima, sua querida prima. Embora ela odiasse a grifinória ela não sabia o porque estava fazendo aquilo. Porque estava com vontade de fazer aquilo? Passaram-se alguns segundos e ela olhou para suas próprias mãos espantada. - O que eu estou fazendo.?? - Indagou a si mesma sem obter a resposta e saiu de cima da garota correndo para um local seguro e longe de olhares tortos. - O que deu em mim... Porque eu fiz isso?
avatar
Informacion
Mensagens : 110
Pontos : 136
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Sr.C em Sex Fev 07, 2014 8:36 pm




Sinais. Sempre sinais. Eles me levavam para lugares desconhecidos, fazendo com que eu me perdesse de forma intensa nas águas negras de um rio. Novata. Sim, uma novata na cidade, no ministério britânico, em tudo. E o que eu queria lá? Comer. Estava com fome. A pequena cidade onde vivi estava devastada, as pessoas já não habitavam lá. E há um antigo ditado na minha família; Sem humanos, sem comida.
Ao chegar no Ministério da Magia, pude ouvir gritos, uma bagunça. Mas que raios seria aquilo? Cerrei os olhos e joguei a capa negra para trás, pendendo a cabeça para o lado e caminhando pelos corredores, indo até o nível 1. Arregalei os olhos ao ver comensais e aurores para todos os lados. - Porra, aqui é assim? Essa zona toda? Devia ter ficado na Itália. - Revirei os olhos e bufei, girando o corpo para o lado e dando um forte chuta na barriga de uma mulher que estava em minha frente. Ela tinha cabelos longos e castanhos, além dos belos olhos azuis. Franzi o cenho e depois arregalei os olhos. - Er... Desculpa, pensei que fosse uma... comensal? - Aquele rosto era familiar. Sim, muito familiar. Ela era a Vice-Diretora de Hogwarts. Mas que porra eu tinha feito ali? Sim, sempre eu. Death e suas peripécias.
Cambaleei para os lados e deu uma cabeçada numa mulher, fazendo seu capuz cair. Cocei a cabeça e respirei fundo, pedindo desculpa. Mas logo seu rosto começou a mudar, seus cabelos ficaram escuros e seu rosto foi revelado. Para a minha alegria, era uma antiga conhecida. Inchei as bochechas e puxei os cabelos dela. - Schatten, sua praga de Hades!!! Finalmente eu te encontrei, maldita. - Fechei a mão, dando um forte soco em suas costelas.


Off: Rolagem de dados? WTF! ok, ok. Número 4, pro chute na barriga de Katherine, e número 3 pro soco em Valquíria.
avatar
Informacion
Mensagens : 1
Pontos : 1
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Alaric Batiatus Howard em Sex Fev 07, 2014 8:39 pm



I'm a perfect


bad boy




Ria com toda aquela apresentação do Conrad, ele parecia mais louco que o normal e engraçado, figuras encapuzadas invadem o patio ''isso não vai dar certo''. Um das ''figuras'' encapuzadas que não prestei atenção no nome ou em algum detalhe fisico. Ele liberta a fera da jaula '' legal... foi uma má ideia ter acordado hoje'' a fera parti em direção a uma garota, por impulso pulo na garota salvando-a, mas para minha surpresa a garota de nome Aislinn tenta me atacar, saco a varinha do bolso e brado - Speculum mandando o feitiço da mesma contra ela, Aponto a varinha para o peito da fera - Expelliarmus

off: Speculum: 3
Expelliarmus: 6
thanks ross & tiago @ cg

avatar
Informacion
Mensagens : 131
Pontos : 134
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Astrid D. Howard em Sex Fev 07, 2014 8:49 pm

On drugs and on love
Blurrin' the lines between real and the fake

Estava prestes a começar o show. A execução da desconhecida criatura aprisionada na jaula. E aí o que era para ser uma festa de comemoração do fim das trevas se tornou um verdadeiro show de caos. Conrad estava no palco fazendo um curto discurso antes de realmente fazer a execução no Nundu, que segundo ele representava muito bem as trevas. Mas aí, uma voz ecoou pelo lugar. Chamava-nos de fracos e dizia que não iria poupar nenhum de nós, minhas costas se arrepiaram, minhas pernas congelaram, a única atitude que tomei foi abrir minha bolsa e pegar a minha varinha. Se aproximou da grande fera e a denominou como “frágil”, aquela criatura “frágil” acabaria comigo em questões de segundos, não era nem um pouco frágil. E eu tinha certeza que iríamos provar do nível de fragilidade de tal criatura mais cedo ou mais tarde. Dava passos recuando do lugar onde eu estava, passos cada vez mais tortos e pequenos, eu sabia que eu não devia ter vindo. Meu sorriso se desfez em questão de segundos. Vultos dominavam o pátio central, muitos tampavam as saídas, todo mundo só tinha olhos para os vultos que logo foram em direção ao palco e tomaram a forma de Dionísio e Remo. Puta merda! Eles que iriam jogar fogo no circo? Não acredito. Um homem encapuzado começou a difamar todos do local, a primeira idéia que tive foi de apontar minha varinha para ele e atirar contra ele. Mas não, ele não estava sozinho. Agora ele ainda tinha a ajuda do Nundu, ele fez a jaula simplesmente desaparecer, como se nunca houvesse realmente uma jaula ali. Mulheres, homens, não teve quem não gritou enquanto o Nundu jogava corpos para todos os lugares, não tive outra reação a não ser sair dali. Mesmo sobre saltos incrivelmente altos conseguia correr rapidamente pelo pátio central do ministério, as vezes tropeçava em um corpo ou outro mas não chegava a cair. Corria por aí como se minha vida dependesse disso, e na verdade, dependia mesmo. Podia escapar do Nundu, mas talvez não dos comensais. ”Porra” pensava comigo enquanto corria do Nundu entre a multidão. Logo eu me junto a outra garota. Aluna de Hogwarts, não importava a casa dela. Nesse momento a gente tinha que pensar juntas. Ah, será que eu me esqueci de mencionar que fomos cercadas? Sim, sim, homens de preto nos encaravam e nos intimidava, a garota já foi logo sacando a varinha, tomando medidas precipitadas. Eu já estava pensando em mostrar os seios para eles nos deixarem em paz, mas quando eu a ouço conjurando um feitiço não tenho outra atitude a não ser intimidá-los com a minha varinha também.


— BOMBARDA! — Por um momento esqueço tudo e me foco no feitiço, o conjuro mirando logo entre um comensal e outro, quando o feitiço os atinge aproveito que eles haviam caído no chão e saio correndo, assim com a ruivinha com cara de rato havia feito. Eu olhava para os lados. A procura de Alaric, meu irmão, tenho certeza de que ele estava aqui. Enquanto corria para longe de comensais e do Nundu, ficava com a cabeça preocupada pensando em Alaric.



OFF::.: Número 4.


avatar
Informacion
Mensagens : 43
Pontos : 51
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Charlotte M. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 8:59 pm


And just in time, in the right place, suddenly I will play my ace

 

Por enquanto tudo ocorria bem, todos pareciam "animados" e ansiosos para saber o motivo da tal festa, e o porque daquela comemoração. Todas as atenções voltaram-se para o corredor central e o silencio se sobre pôs no local, além do barulho que vinha de dentro da caixa, o único barulho que se ouvia por ali era o da madeira batendo contra o piso. A cereja estragada que faltava no bolo havia chegado, O Diretor Gregory. A tensão entre ele e o Ministro era evidente.

Ao perceber a movimentação entre os ministeriais, percebendo que Conrad já iniciaria seu discurso, Charlotte caminhou até a parte em que as vassouras eram disponibilizadas pegando duas delas.  Dirigiu-se até sua prima, Pria, estendendo uma vassoura para ela - Que tal um pouco de animação? - Puxou uma das mechas da loira, enrolando-a em seu dedo. - Cem galões, Pria, cem...

A voz áspera do ministro ecoou sobre o grande pátio, todas as atenções voltaram-se para ele. Até mesmo a de Charlotte, que parecia ser a menos interessada em ouvi-ló. O "monstro" coberto pela toalha negra logo fora revelado, um nundo. E em um piscar de olhos o lugar fora tomado pelas forças da trevas. Comensais começaram a se espalhar pelos locais, e as pessoas começaram a gritar.  - Tava bom demais para ser verdade.. - Sussurrou para si mesma.

Charlotte apenas olhava para os lados, calma, paralisada, como se estivesse em transe. Sentiu alguém puxa-lá pela mão e ao olhar para o lado pode ver a figura de sua prima - Pria? - Ao terminar de falar a garota deu-se de cara com chão, caindo, logo sendo estapeada por sua prima. - Pria! Pria, para com isso! - Charlotte dizia enquanto tentava se proteger com as mãos. Não estava entendendo o porque daquilo. Pria nunca fora disso. Poderia tentar revidar, mas não, não queria machuca-la. Assim que se viu livre da sonserina a garota pôs-se de pé a procura de Pria que não se encontrava mais ali.
avatar
Informacion
Mensagens : 14
Pontos : 17
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Valquíria C. B. Schatten em Sex Fev 07, 2014 9:08 pm


Hello, hello, remember me?



Valquíria ficou altamente irritada ao ter sua identidade revelada pelo Sr. C. O olhou com profunda raiva, arqueando a sobrancelha esquerda. - Idiota... Inteligência é algo que ele não tem. - Revirou os olhos e saiu do palco, logo sendo cercada por Gregory e Katherine. Mordeu os lábios ao girar a varinha, logo duelando com Katherine. Schatten venceu o duelo, e logo tentou aparatar, mas Gregory a impediu, fazendo com que a mesma batesse o rosto numa pilastra.
Schatten fez careta e respirou fundo, até que esbarrou com uma mulher e recebeu um puxão em seus cabelos. Pulou nas costas da mesma e gargalhou. - Death!!! Quanto tempo, minha perpétua predileta! - Girou o corpo, dando um leve selinho nos lábios da mulher de cabelo azul. Valquíria desceu das costas da amiga e sumiu em meio a multidão, se escondendo com o capuz, tendo tempo suficiente para obter uma nova aparência. Logo seus cabelos ficaram vermelhos, e os olhos, verdes.
Ela esboçou um largo sorriso, mas algo lhe chamou a atenção. Aislinn. Sua afilhada estava em perigo, mas a confusão era tão grande que a mulher não conseguia avistá-la. Rosnou, rasgando a capa e tirando o capuz do rosto, deixando os longos cabelos vermelhos aparecerem. Valquíria tinha tomado a aparência de Heris, sua falecida tia.
A mesma tirou uma adaga do bolso e puxou um auror pelas costas, o abraçando, descendo uma das mãos até o órgão genital do mesmo e apertando lentamente. - Prazer, sou a Dama de Vermelho. - Perfurou a garganta dele com a adaga, observando o sangue jorrar em abundância. Depois o empurrou para o chão, passou as mãos sujas de sangue no próprio rosto e gargalhou. - Você tinha um... pequenininho... hihihi'.
Desaparatou e aparatou perto de Conrad, puxando um auror que estava ao lado do mesmo. - Priminho!!! - Jogou o auror para o lado e pulou no colo de Conrad, desferindo um tapa no rosto do mesmo, depois dando uma forte mordida em sua bochecha. - Que tal a versão pós-morte da sua priminha querida? - Dedilhou o rosto de Conrad e arqueou a sobrancelha. - Eu te amo, ok? E sim, gostou dessa nova aparência. Uma bela ruiva, não acha? - Gargalhou e virou-se de costas para Conrad, puxando novamente o auror por suas vestes o jogando contra o chão e se sentando sobre o mesmo. - O que acha de sexo ao vivo? - Passou a adaga nas calças do auror, a rasgando, depois fazendo o mesmo com a cueca até ver o órgão genital do mesmo. O acariciou e depois inclinou o corpo para frente, passando a ponta da língua na orelha do auror e sussurrando: - Chegou a hora da brincar... - Segurou o membro dele com a mão esquerda, e com a direita, puxou um facão de bolsa mágica - que mais parecia um saco sem fundo - e cortou o membro dele. Fez um leve bico com os lábios e o olhou fixamente nos olhos. - Oun, ele perdeu o pintinho... HAHAHAHA. - Girou o facão, segurando firme no cabo e depois enfiou o facão na barriga do auror, o matando de vez. Levantou-se, segurando o órgão genital que tinha cortado do homem e caminhou até Conrad. Acariciou o rosto do amado primo e colocou o membro do auror nas mãos de Conrad. - É um presente pra você sempre se lembrar de mim. - Apertou a bunda do ministro e aparatou.
avatar
Informacion
Mensagens : 54
Pontos : 48
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por The Master em Sex Fev 07, 2014 9:53 pm
<
Eclosão

Convidado, seja bem vindo(a) a narração de nossa trama, abaixo seguirá algumas instruções para um bom desenvolvimento da mesma, espero que goste.
- Todos tem até 20 minutos para responder ao post do narrador, após o narrador postará novamente.
- Não existe ordem de postagem.
- Quem chegar depois da primeira postagem do narrador deverá postar como quem tivesse passado pela situação anterior.
- Mínimo 4 linhas de interpretação.
- Todas as ações são imprevisíveis, lembre-se que o narrador pode manipular seus atos.
- Quem em algum momento for utilizar de feitiço, escolha um número de 0 à 10, e então rolarei o D10 que tenho em casa e iremos definir qual efeito terá o uso do feitiço. O numero tem de estar no final de seu post.
( Números sorteados: 4 e 7)
- Você vai salvar a todos, pelo menos uma base teremos!- Afirmava Kessler Chutney.
- Cuida bem de tudo!- Conrad beijou a testa de Kessler, em seguida beijou Mischa e aparatou dali.
Enquanto isso a confusão estava feita, era corpos espalhados, comensais e aurores morrendo, alunos gritando,  nundu rugindo... uma verdadeira zona.
Catherine e  Astrid conseguiram fugir dos comensais com seus feitiços sendo efetuados com exatidão. Os comensais a seguiram mas aurores passaram pelo mesmo e os mataram ali. Um dos aurores pegou Astrid e Cat e as levou para um local “ seguro”, tais aurores eram  comensais metamorfose e estes apontaram suas varinhas para Cat e Astrid.
-É o fim amiga!- Chorava Cat.
Tudo parecia o fim quando um estrondo surgiu do teto do local e um dragão dorso-cristado norueguês adentrou o local cuspindo fogo e matando os comensais que apareciam em vosso caminho. Este se aproximou das duas, em uma abocanhada matou os comensais e curvou-se para Cat, logo um bilhete apareceu:
Um presente para a fofa da Cat!
Ass: Helga ( off: Dine)!
 Pria e Charlotte resolveram suas desavenças mas infelizmente Charllotte enquanto tentava sair dali com Pria foi atingida bruscamente na cabeça por uma corda viva lançada por um comensal. Pria sacou a varinha e assim que o comensal viu quem era se afastou se desculpando, mas o caso de Charllotte era grave e ela precisava ser levada ao St. rápido ( ficará uma cicatriz em Charlotte). 
Valquíria se divertia capando os aurores e em seguida bebendo o sangue dos órgão.
- DELICIAAAA!- Gritava ela.
Quando Katherine apareceu novamente no cenário atirando um estupefaça contra Death a rumando contra uma pilastra e a desmaiando.  Valquíria sentiu-se intimidada e lançou um feitiço em Katherine a fazendo voar e rodopiar no ar, assim caindo em coma.
- HAHAHAH VADIA!
Remo e Gregory batalhavam epicamente enquanto os herdeiros gritavam de medo, mas numa distração de Gregory, Remo acertou sua perna bamba o fazendo cair.
- búh!- Gargalhou.
E com a varinha em mão aproximou-se dos herdeiros, mas um grupo de cinco pessoas encapuzadas  apareceram apontando a varinha para Remo e duelando contra o mesmo. Lampejos e lampejos foram lançados até que Remo foi desarmado.
- Mas quem são vocês?- Perguntou Remo assustado.
- A ordem da Fênix!
Remo arregalou os olhos e foi surpreendido por Dionisio, que em uma aparatação derrubou todos da ordem e tirando Remo dali.
Enquanto isso, Aislinn e Alaric estavam em um estado crítico. Todos os seus feitiços falharam e a fera avançou em direção a eles, a mesma mordeu Alaric na clavícula a quebrando e o rumou longe, quando foi em direção a Aislinn ( mais apetitosa) já com o bote armado... quando um garoto de capuz verde esmeralda apareceu na frente dela e abriu os braços.
- ELA NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!
A fera parou no ar e curvou-se. Aislinn analisou bem e percebeu que o garoto se tratava de Chauncey, o herdeiro da Sonserina.
- Mande lembranças a Mini!- Ele sorriu, olhou para o Nundu e apontou para Alaric- Mate ele!
A fera pulou em direção a Alaric mas graça a uma aparatação ele conseguiu fugir. Chauncey gargalhou e andou calmamente em direção ao lorde, chegando nele, ajoelhou-se e beijou a mão do homem.
- Pela irmandade!
Dionisio e Remo chegaram gargalhando no palanque, na certa já estavam bêbados quando um grito chamou a atenção de todos os comensais. Conrad estava ali, livre e sem alguma proteção quando subiu numa vassoura e saiu do ministério. Todos os comensais voaram em direção ao mesmo, inclusive o Sr. C. Antes disso Chauncey apontou sua varinha para Mischa que se manteve ausente.
- Só para não perder o costume!
Ele lançou um feitiço e fez com que Mischa caísse velha no chão, a mesma nem teve defesa. Em seguida Chauncey seguiu o Sr. C e todos os comensais, mas antes que Conrad saísse do jardim do ministério Valquíria apontou a varinha para o mesmo.
- Avada Kedavra!
Conrad estava morto, e uma comensal encapuzada ( Sienna) confirmou isso.
- MATEIIIIIIIIIIIIIIII, HAHAHAHA, MATEI O CONRAD, HAHAHAHAHAH!
Os comensais riram, e gargalharam ainda mais quando as torres do prédio foram derrubadas por Ehren que apareceu junto ao mesmo, sem ninguém tê-lo visto.
- Voltemos!- Ordenou o Sr. C.
Os comensais voltaram gargalhando quando foram impedidos de passar na porta por Gregory, Kessler e todos os aurores presentes.
-  O que é isso?- Perguntou Remo.
Kessler e seus amigos lançaram um feitiço torturante em direção aos comensais e os mesmos foram obrigados a sair rapidamente dali, a batalha estava ganha? Todos caíram desmaiados!
O Ministério tinha vencido a batalha dali, mas as noticias corriam rápido: Hogsmeade, Otery S. Cathpolle e Surrey estava em guerra estilo trincheiras e os aurores e comensais deveriam estar ali para brigarem pelo território...
... HAVIA ECLODIDO A TERCEIRA GUERRA BRUXA....
----------------------------------------------------
Obs: Liberados os cargos> Ordem da Fênix
Sistema liberado> Sistema de Trincheira
Todos devem ir ao St. Mungus
Todos os comensais saíram dali, inclusive o Nundu.
O prédio irá cair ( 3 dias off)
Obs: São proibidos ataques ao Sr. C., Conrad, Kessler Chutney, Gregory , Remo e Ehren.
Editado por Narrador

avatar
Informacion
Mensagens : 125
Pontos : 493
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por The Master em Sex Fev 07, 2014 10:02 pm
<
Eclosão

Convidado, seja bem vindo(a) a narração de nossa trama, abaixo seguirá algumas instruções para um bom desenvolvimento da mesma, espero que goste.
- Todos tem até 20 minutos para responder ao post do narrador, após o narrador postará novamente.
- Não existe ordem de postagem.
- Quem chegar depois da primeira postagem do narrador deverá postar como quem tivesse passado pela situação anterior.
- Mínimo 4 linhas de interpretação.
- Todas as ações são imprevisíveis, lembre-se que o narrador pode manipular seus atos.
- Quem em algum momento for utilizar de feitiço, escolha um número de 0 à 10, e então rolarei o D10 que tenho em casa e iremos definir qual efeito terá o uso do feitiço. O numero tem de estar no final de seu post.
Enfermeiros do St. Mungus chegaram ali e recolheram Conrad, Gregory, Kessler e Mischa. Estes foram levados ao St. e Conrad ao necrotério. Somaram-se no total de 200 mortos nesta batalha.
Obs: São proibidos ataques ao Sr. C., Conrad, Kessler Chutney, Gregory , Remo e Ehren.
Editado por Narrador

avatar
Informacion
Mensagens : 125
Pontos : 493
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Alaric Batiatus Howard em Sex Fev 07, 2014 10:04 pm
*aparato de la *

off: só pra confirma que sai...
avatar
Informacion
Mensagens : 131
Pontos : 134
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Valquíria C. B. Schatten em Sex Fev 07, 2014 10:20 pm


Bye, Bye



Valquíria gargalhava descontroladamente, matando os aurores que apareciam em sua frente. Mas algo tinha tomado sua cabeça, e seus sentimentos já não existiam mais. E talvez tenha sido esse o motivo da mesma ter mirado a varinha para Conrad e conjurado a maldição da morte, matando o próprio primo, fazendo-o cair da vassoura. Schatten arregalou os olhos e segurou o corpo do ministro, acariciando seu rosto, dando beijos em sua bochecha. - Eu te amo, priminho. E sempre te amarei. - Deu um leve selinho nos lábios do primo e o segurou firma, colocando o corpo em seu ombro. Valquíria correu e se aproximou de Death que estava desmaiada. Mostrou o dedo do meio para os ministeriais e gritou: - Brisingr!!!! - Imediatamente, um grande rabo-córneo-húngaro apareceu, quebrando algumas paredes que já estavam quase destruídas, invadindo o lugar. Valquíria colocou o corpo de Conrad nas costas do dragão, mas logos os enfermeiros chegaram, então a mesma preferiu deixar que eles levassem o corpo. Colocou Conrad no chão e respirou fundo, pendendo a cabeça para o lado. - Eu sei que você vai voltar. -  Sacudiu Death tentando acordar a amiga, mas não conseguiu, então colocou o corpo da bela mulher de cabelos azuis sobre o dragão. Olhou fixamente para Brisingr e acariciou sua cabeça. - Voe, voe muito alto e para longe. Precisamos correr daqui! - Subiu no dragão e logo a criatura levantou voo, saindo rapidamente do ministério. E nada o atingiu, afinal, o caos estava se alastrando cada vez mais.


off: Só pra constar, leiam esta merda e vejam que tirei a Death daqui, também.[/color]


Última edição por Valquíria C. B. Schatten em Sex Fev 07, 2014 10:25 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Informacion
Mensagens : 54
Pontos : 48
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Cat S. Bitchshosk em Sex Fev 07, 2014 10:24 pm
Catherine Skiller




Estava tudo indo bem, a garota do meu lado tinha atacado os outros comensais e corria descontroladamente em direções tantos perigosas, puxei-a para perto de mim, e logo outros comensais nos cercaram, olhei-a alguns segundos, eram muitos e não daria para atacar e sair correndo. Aurores apareceram e nos salvaram. Suspiramos aliviadas, e fomos com eles até um local um pouco mais seguro. Eles tentavam nos acalmar, mas estávamos um tanto nervosas. “O que é que eles vão fazer?” Pensei comigo enquanto eles sacavam as varinhas e apontavam em nossas direções. Meu coração acelerou e por impulso, agarrei a mão da menina. - Sinto muito. - Sussurrei mais para mim do que para ela.

- Aquilo ali é um Dragão! - Falei meio assustada enquanto ela matava todos os que ameaçavam minha vida e da menina. O mesmo curvou-se diante de mim, andei até próximo dele e vi o bilhete que trazia consigo. “Para a fofa da Cat, ASS: Helga.” Meu coração acelerou de felicidade, e acariciei de leve o Dragão. Eu sempre gostei muito de pesquisar sobre eles, e agora eu “tinha” um. Um presente. Ele não parecia nada mal agora. Na verdade, estava até calmo demais. Afastei-me um pouco dele colocando as mãos nos ombros da menina, acalmando-a. Quando outro comensal apareceu e o Dragão matou-o rapidamente. Estava totalmente segura. - Tudo bem, vamos sair daqui! Eu não gostei nem um pouquinho disso e... -
Minha voz falhou quando percebi Ais em um local junto com o Nundu, mas ao seu lado estava Chauncey! Ele que me fez sentir-me tão mal... Junto às trevas. Meu coração acelerou, e eu mal conseguia acreditar naquilo. Parece que minha mente paralisou, pois quando vi todos os comensais haviam desaparecido e muitas pessoas jaziam mortas no chão.

- Fique aqui, eu... Já volto. - Disse ao Dragão, era tão estranho. Eu tinha um dragão que me obedecia... Isso era incrível. Andei até perto de Ais. A menina ao meu lado abaixou-se ao lado de uma pessoa que logo reconheci. Meu “escudo-humano” eles se foram. Meu corpo doía e minha cabeça parecia que iria explodir. Andei novamente até meu Dragão. - Olha, isso é meio estranho. - Disse a ele enquanto ria de mim mesma. - Você me entende, então tudo bem. Vai para casa, tá bom amigão? Eu tenho que ajudar as pessoas. - Acariciei-o novamente, e ele continuou parado ali. Entendi o recado, e subi em cima dele um pouco desajeitada. - Vamos lá, para casa então... - Disse e ele levantou voou.

Saio dali.

OFF: Eu tenho um dragão seus putos u-ú


avatar
Informacion
Mensagens : 46
Pontos : 49
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Informacion
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Nível 1

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
O RPG PASSA-SE NO MUNDO DE HARRY POTTER, CRIADO POR J.K ROWLING. SUA TRAMA FORA INTEIRAMENTE DESENVOLVIDA PARA USO DO TRIWIZARD PELA STAFF DO MESMO, E AGRADECEMOS DESDE JÁ A TODOS OS NOSSOS JOGADORES QUE COM SEUS PERSONAGENS AJUDARÃO NO DESENVOLVIMENTO DESTA.

A NOSSA SKIN FORA INICIALMENTE CRIADA POR DAKARIA, TENDO TODAS AS EDIÇÕES EXECUTADA POR S.L (FREI GORDUCHO). AS IMAGENS USADAS FORAM TIRADAS DO GOOGLE E EDITADAS POR S.L. LEMBRE-SE, PLÁGIO É CRIME.