Tribunal

 :: Nível 10

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Master em Sex Nov 22, 2013 2:39 pm
Relembrando a primeira mensagem :





Tribunal

No tribunal é onde são julgados todos e quaisquer crimes e ações que quebrem as leis da Magia.




-------------------------------------------------------------
avatar
Informacion
Mensagens : 188
Pontos : 412

Dados Especiais
Experiência : 00/100
G$: 00,00
Status:
StatusPontos
Vitalidade0
Energia0
Ver perfil do usuário
CLINICO GERAL
Unidade Hospitalar Magica

Voltar ao Topo Ir em baixo


Mensagem por Dionisio R. Howard em Ter Nov 26, 2013 7:39 pm






Julgamento!





* Cochilei... mas o climax do evento estava em alta com a afirmação da réu, e aquilo me fez ficar acordado. De repente, estava a assistir aquele circo quando fui surpreendido por um beijo na nuca.*
- Sra. S!
* Sorri e virei para a mesma.*
- Todos estão aqui!
* Voltei para frente e apontei o dedo para Mischa e Remo. Peguei um papel e uma pena. Apoiando o papel na coxa escrevi:*


Sra. S. A Sra. M e o Sr. R neste momento exercem suas funções de disfarce. As coisas estão a ficar séria e eu ainda não entendi o porque de eu estar aqui. Acontecer Estar Oque ( decifre)? Rasgue o papel!


* Entreguei o papel a Sienna.*


Thanks B'doll @ TPO


Última edição por Dionisio R. Howard em Ter Nov 26, 2013 7:49 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Informacion
Mensagens : 340
Pontos : 344
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Lilith H. Romanov em Ter Nov 26, 2013 7:43 pm

you knew i were trouble...

Eu já estava completamente entediada ali, e aquilo parecia que iria levar muito tempo para terminar, suspirei desviando meu olhar pro teto, que não tinha nada de interessante apesar de eu poder ver todas as rachaduras e detalhes.
Deslizei uma mão nos meus cabelos e cruzei meus braços. Já não podia esperar aquilo ter um fim, será que não daria nenhum tipo de espetáculo ali?
Ri de mim mesma, acho que eu estava começando a querer esperar o pior das coisas.
Passei meus olhos pela sala e vi meu irmão em pé, sorri para ele e voltei a prestar atenção no que era dito contra a acusada.

...so shame on you now

avatar
Informacion
Mensagens : 234
Pontos : 265
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Melys L. Syddle Bolter em Ter Nov 26, 2013 7:46 pm

O VENTO CANTA, CANTA FELIZ, CANTA PELAS JANELAS, CONTENTES E VIRIS

Não adiantava o que a mulher dissesse, o juiz sempre a acusaria dos fatos que lhe foram explicados. Mas é claro, este era o seu dever: pressionar a réu contra a parede, não dando espaço para que a mesma se proclamasse até o momento que dissesse o que queria.

A loura cerrou seus olhos, inclinando-se levemente para frente, procurando o vestígio de alguma emoção verdadeiramente real e completa que pudesse estar sendo alojada por trás dos olhos inexpressivos que, a cada vez que voltava-se contra a platéia, era possível ver que penetrava a alma dos mais fracos, colocando o terror na mente de tais, formando sua reputação com pura crueldade aos mais frágeis.

O homem, no entanto, abordava a convocada de forma pacata. Onde estavam as provas? Onde estavam os indícios de que fora ela mesmo que praticara os tais "sequestros" descritos pelas testemunhas em questão? Ele apenas não os apresentava, e até o momento, a pergunta correta não fora feita. Por que ninguém o questionava sobre onde estavam as suas respostas concretas de que a mulher em questão fora mesmo a sequestradora das vítimas? Para Melys, um tribunal inteiro não deveria ficar calado diante de uma injustiça destas.

A semi-veela mudou seu foco para Valquíria, a mulher que estava sendo julgada. Sabia como era ter dedos compridos apontados para si dizendo palavras que para ela, faziam sentido algum, deste modo, podia se sentir no lugar da mulher como se vivenciasse uma destas situações, porém em uma medida incomparável a seus momentos bárbaros com jovens de sua idade. Não podia se manifestar diante dos acontecimentos, era apenas uma testemunha do que estava presenciando. Alguém para dizer que aquilo realmente aconteceu. Porém, como boa observadora, muitas coisas estavam inexplicadas.

Melysia apenas cruzou suas pernas, entrelaçando seus dedos sobre seus joelhos. O show estava apenas por começar.
avatar
Informacion
Mensagens : 36
Pontos : 32
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Mischa R. Howard em Ter Nov 26, 2013 7:50 pm

Devil In Disguise

Eu já estava completamente entediada, gosto de animação e aquilo estava me parecendo aqueles canais de propaganda de tv que você assiste pra pegar no sono.
Mas felizmente fui acordada por um estampido da porta me virando para olhar. Era Sienna, esposa de meu irmão adentrando o recinto, esbocei um sorriso sádico ao ver ambos ali. A coisa podia ficar melhor do que eu esperava.
Me ajeitei na cadeira para que não acabasse pegando no sono quando foi dado para a acusada a poção dá verdade. Semicerrei os olhos curiosa, acho que festa estava para começar. Meu sorriso parecia não querer ser desfeito em meu rosto, então permaneci com ele, ansiosa e curiosa.


♦ Mischa R. Howard ♦
avatar
Informacion
Mensagens : 119
Pontos : 123
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Valquíria C. B. Schatten em Ter Nov 26, 2013 7:52 pm

Valquíria estava conseguindo, os bruxos presentes ali pareciam acreditar na senhorita Schatten. Antes que o Juiz pudesse falar, Schatten olhou para Ilya e sorriu para sua pequena prima. Para a surpresa da ministerial, Wendel se aproximou, abusando de um tom sarcástico. Ela estava confusa, nunca o vira daquela forma. Os olhos de Valquíria se voltaram para Iron, o escrivão. Mas logo voltaram para o Juiz, que falava sobre o soro da verdade. Respirando de forma pesada, ela mordiscou os lábios e olhou para Conrad. - Claro que não. Irei tomá-lo. - Disse, voltando sua atenção para o juiz. Logo o fraco se aproximou dos lábios da mesma, a fazendo beber o líquido. Valquíria revirou os olhos e sua cabeça pendeu para o lado, como uma boneca. - Sim. Eu os sequestrei! - A senhorita Schatten gargalhou de forma sádica, mordiscando os lábios. - Era um bom pagamento... Um homem. Um desconhecido... Ele encomendou o sequestro! Disse... - Valquíria fechou os olhos, tentando se concentrar, mas a poção a forçava a dizer a verdade. - Imagine, caro juiz... Uma fortuna para matar cada um deles!! Mas não, eu não sei quem é esse homem. Ele só... Apenas... - Arregalou os olhos e gargalhou como uma louca. - Ele apenas se identificou como Sr. C! Quem será o Sr. C??? - O corpo de Valquíria foi para frente, encarando Wendel. - EU NÃO SEI! - Gritou Schatten, voltando a postura ereta, pendendo a cabeça para o lado direito. Olhou para baixo, esboçando uma expressão vaga em sua face e respirou fundo.



avatar
Informacion
Mensagens : 54
Pontos : 48
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Remo H. Romanov em Ter Nov 26, 2013 7:54 pm
I Feel Smart
Trabalho.

Aproximou-se do homem parado em frente a mulher sendo julgada, tocou-lhe o braço e o afastou da cadeira:
-É melhor ficar afastado, senhor, nunca se sabe o que ela pode vir a fazer.
Aproveitou-se do olhar do juiz em direção ao homem que o puxara e o retribuiu, encarando-o por um momento. “Ele pretende julgar a garota culpada, não importa o que ela disser.”
Tirou a mão de seu braço, deu dois passos para trás e moveu ambas as mãos para trás, com uma segurando a outra, e passou a olhar para frente, roubando alguns olhares nas duas pessoas em sua frente.
Passado um tempo, percorreu os olhos pela sala, demorando-se na irmã. Viu-a sorrir e retribuiu o sorriso, voltando a olhar para frente.



avatar
Informacion
Mensagens : 15
Pontos : 21
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Master em Ter Nov 26, 2013 8:06 pm
2ª Parte - O Julgamento


Convidado, seja bem vindo(a) a narração de nossa trama, abaixo seguirá algumas instruções para um bom desenvolvimento da mesma, espero que goste.
- Todos tem até 20 minutos para responder ao post do narrador, após o narrador postará novamente.
- Não existe ordem de postagem.
- Quem chegar depois da primeira postagem do narrador deverá postar como quem tivesse passado pela situação anterior.
- Mínimo 4 linhas de interpretação.
- Todas as ações são imprevisíveis, lembre-se que o narrador pode manipular seus atos.

O juiz então afirmou com a cabeça quanto ao que o Auror Remo disse e virou o rosto dando um sorriso para Conrad, já o Ministro ficara boquiaberto com o que a prima falara, então o Juiz voltou a atenção para o auror que estava a sua frente e disse em um alto bom tom.
- Remo, tire-a daqui e a leve a Azkaban, os dementadores a beijaram pela manhã.
Olhou-a com um tom de desprezo, esperava tudo dela menos aquilo, assim como o Ministro, Wendel esperava que tudo aquilo fosse mentira, mas precisava saber a verdade, fazia parte de seu trabalho.
Remo pegou nos braços da mulher e lançou um olhar a Dionisio balançando a cabeça para o lado esquerdo, o mesmo confirmou com a cabeça e ergueu-se de sua cadeira e caminhou até Pria, Sienna em seu encalço. Remo puxou Valquiria para perto do si e deslizou sua varinha pelos dedos e a apontou para o Juiz que agora fitava o chão decepcionado com a revelação.
- Claro que a levarei, mas não para Azkaban.
Neste momento Dionisio puxava Pria e tapava sua boca com a mão.
- Ande garota tola preciso leva-la comigo.
O corpo da menina rebelava-se contra os atos de Dionisio e de forma rápida morde a mão do homem fazendo-o recolher a mesma, Sienna a pega pelos cabelos e lhe dá um beliscão.
- Sua vadiasinha, ou você fica caladinha e quieta ou eu te mato aqui mesmo.
E juntos os três saíram rapidamente. Remo rapidamente lança alguns feitiços, um em direção ao Juiz fazendo-o voar pelo ar e bater seu corpo contra Conrad fazendo-o cair, correu rapidamente com Valquiria em seus braços enquanto outros de seus colegas prontificavam-se a duelar com os demais ministeriais facilitando a fuga dos 5, mas antes que Valquiria pudesse sair, agarrou os dedos nos cabelos de Melys e os puxou arrancando-lhes alguns fios e saindo do local em gargalhada.
Editado por Narrador

avatar
Informacion
Mensagens : 188
Pontos : 412

Dados Especiais
Experiência : 00/100
G$: 00,00
Status:
StatusPontos
Vitalidade0
Energia0
Ver perfil do usuário
CLINICO GERAL
Unidade Hospitalar Magica

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Melys L. Syddle Bolter em Ter Nov 26, 2013 8:24 pm

CABELO, CABELO MEU, SE VOCÊ NÃO FOSSE MEU...

Melys estava totalmente incrédula com a cena que havia acabado de presenciar. Valquíria, o elemento pelo qual a garota resolvera não julgar apenas pelo o que diziam os tolos e bons se rebelara em sua frente. Ao vivo e em cores. A jovem Bolter sentiu sua boca abrir-se alguns milímetros, demonstrando sua surpresa. Piscou seus olhos algumas vezes, tentando encontrar-se novamente no ambiente. Era mesmo verdade?

Sim, era verdade. Valquíria se rebelara totalmente, não tinha medo do perigo e vivia uma vida insana, até o que parecia. Trair a própria família por dinheiro, mas que falta de caráter. Melysia tentava imaginar-se agora na situação das garotas que depuseram contra a mulher, assim como o velho diretor e o Sr. Ministro. Quem sabe, o juiz possuísse um sorriso no rosto, não fosse pela falha na segurança.

"Não podemos confiar em tudo o que vemos, doce garota". Melys se recordava das palavras da avó materna, sempre a alertando a tomar cuidado porém, estaria a segurança no Ministério tão fraca assim? Mais quatro elementos se manifestaram e um festim se iniciou. Era a fuga de Valquíria e seus comparsas. O tribunal logo colocaria-se em pânico e caos.

A loura apertou seu casaco e fechou seus punhos, tinha que tentar sair dali. Procurou por seu tio na sala, uma tentativa falha, não queria levantar suspeitas muito menos a atenção, porém, todas suas esperanças foram fracassadas quando sentiu algo puxando seus cabelos. As mãos da mulher com o olhar psicótico arrancavam-lhe alguns fios dourados e sedosos de suas madeiras reluzentes. Seus olhos encheram-se com um brilho distinto, raiva, ira. Porém, controlou-se, ergueu o queixo e tornou a olhar na direção da mulher, sussurrando para si mesma uma promessa. "Tudo o que vai, volta." Após fazer sua promessa à si mesma, Melys dirigiu-se novamente para as portas do tribunal, retirando-se do local e consequentemente, depois de refazer seu percurso de entrada saindo do Ministério e tomando seu caminho até sua residência atual.


Última edição por Melys L. Syddle Bolter em Ter Nov 26, 2013 8:28 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Informacion
Mensagens : 36
Pontos : 32
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aislinn M. S. Bitchshosk em Ter Nov 26, 2013 8:26 pm

Era uma vez ...
Aislinn, a menina que falava com as cobras.


Sabe quando seu mundo cai aos seus pés? Eu conhecia Valquíria a tempo demais, quando aquelas palavras saíram dos lábios dela e preencheram meus ouvidos eu ergui a cabeça meio atordoada, o auror loiro que estava ao meu lado já não estava mais lá, meu primeiro instinto ao saber que ela seria levada a Azkaban foi que eu me ergui com velocidade e corri em direção a Valquíria, apertei minha mão direita com força, meus passos eram pesados, quando eu ia alcançar Valquíria ela já estava muito longe, eu procurei por Pria com o olhar, que droga! Eu não a achei. - Ai que merda, por Merlim! - Eu tentei pensar como Merlim agiria perante a aquilo, eu era uma Merlimniana, diziam que éramos brilhantes, em pânico eu não conseguia pensar em nada, essa era o meu defeito. A vi de longe sendo arrastada por uma mulher com cara de piriguete completa, tentei me equilibrar em um pé só puxando meu coturno com força até estar descalça de um pé, corri em direção a eles com o sapato na mão. - Solta minha prima sua vadia mal comida! - Esbravejei arremessando o coturno pesado que acertou em cheio a cabeça da mulher que puxava Pria com força, ela me olhou de relance como se marcasse meu rosto pra uma vingança futura, estremeci meio paralisada, elas sumiram do meu campo de visão e eu coloquei meu sapato de volta, agora meio atordoada com tudo a minha volta, sem Valquíria ou Pria.

avatar
Informacion
Mensagens : 126
Pontos : 146
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Pria Amundsen Bitchshosk em Ter Nov 26, 2013 8:27 pm


This is that original♕
This has no identical


O tédio se arrastava pelo ambiente. Parecia que nunca chegariam a um solução para o caso. Mas Pria estava completamente enganada em pensar assim. Antes mesmo que ela pudesse questionar aquela confissão no mínimo bombástica de Valquíria, se encontrava rodeada por alguns rostos amedrontadores e estranhos. Mas era isso. Quem eram aquelas pessoas que por algum motivo queriam leva-la a força? Será que mais uma vez se tratava do homem que vem lhe assombrando desde o baile? Quando encontrasse tal mandante falaria poucas e boas, mesmo que o medo voltasse a toma-la por completo. – Mas o que... – A garota nem teve tempo de terminar sua fala antes que fosse tomada pelos desconhecidos. Tentou por algumas vezes se desvencilhar, e por pouco não conseguiu quando inferiu uma mordida na mão de um dos sequestradores. A última coisa que conseguiu ver foi o semblante assustado de Aislinn e um tribunal inteiramente em conflito. No que ela se metera sem ao menos ter pedido? Muitas perguntas e poucas respostas até o momento.  

avatar
Informacion
Mensagens : 110
Pontos : 136
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Mischa R. Howard em Ter Nov 26, 2013 8:28 pm

Devil In Disguise

 A menina havia agido quase feito uma louca, o que me fez rir, não tinha como não rir, era uma cena perfeita. Todos parecerem abismados quando descobriram a verdade sobre ela, mal sabem que deviam duvidar de todo mundo, não é por que tem um rosto bonitinho que não pode acontecer algo de "errado".
meu sorriso sádico estava estampado em meu rosto com uma extrema alegria.
Remo a levou e logo se rebelou dando um ínicio perfeito a pintura que se seguia, com a confusão bati palmas.
Passei por entre a confusão sem que me percebessem, trocando minhas roupas e me escondendo sobre vestes negras.
Impossível que eu fosse reconhecida a este ponto, aproveitei a situação revidando alguns ataques para depois seguir por onde os outros haviam se retirado.



♦ Mischa R. Howard ♦
avatar
Informacion
Mensagens : 119
Pontos : 123
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Lilith H. Romanov em Ter Nov 26, 2013 8:31 pm

you knew i were trouble...

O tribunal havia sido consumido por uma confusão sem tamanho, eram feitiços sendo soltos por todos os lados e meu irmão havia se mostrado outra pessoa. Balancei minha cabeça tentando me esconder, eu já tinha morrido uma vez, não queria ter uma morte em definitivo agora. Me transformei em uma fênix e voei procurando uma saída.

...so shame on you now

avatar
Informacion
Mensagens : 234
Pontos : 265
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Valquíria C. B. Schatten em Ter Nov 26, 2013 8:31 pm

Valquíria estava tonta, não conseguia se concentrar. O maldito soro não a deixava quieta, seu verdadeiro lado começava a aparecer. A mesma não devia falar aquilo, ninguém podia saber. Mas, agora, todos conheciam o verdadeiro lado de Cora, a sádica. Uma lágrima escorreu ao sentir que Conrad estava decepcionado com ela. Abaixou a cabeça, tentando não demonstrar sentimentalismo naquela hora. Mas, era seu primo, sua família, algo difícil de esconder. De repente, Remo puxou Valquíria pelo braço, o que deu inicio a uma confusão. Schatten viu o corpo de Wendel voar contra Conrad. Cerrou os olhos e viu duas pessoas, um homem e uma mulher, e eles estavam levando Pria. O que queriam com ela? Valquíria sempre adorou a garota, que era parente de Aislinn. Respirou fundo e gritou: - Aislinn, fuja!!!! - Franziu o cenho, continuando zonza e sem saber o que fazer. Apenas seguiu Remo, o olhando fixamente. Parou de andar e começou a gargalhar no meio da confusão. - Seus malditos, malditos, malditoooos!!! - Revirava os olhos, depois os arregalava, gargalhando de forma sádica. Remo a puxou novamente, tirando-a de lá, mas antes que partisse, cravou suas unhas na cabeça de Melys, arrancando alguns de seus cabelos. - Menininha bonitinha! Hahahaha. - Mordeu os lábios, olhando para o homem que estava distante, Iron Syddle Bolter, e logo desapareceu do lugar junto a Remo.



avatar
Informacion
Mensagens : 54
Pontos : 48
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Alaric C. Todd em Ter Nov 26, 2013 8:36 pm

The drug in me is you




Realmente, aquilo tinha ficado bem interessante, a menina tinha confessado que tinha sequestrado. Nunca pensei que tinha sido ela, mas nunca podemos saber o que vai acontecer. Logo após aquilo, ela era para ser levada para Azkaban, se não fosse Remo, que pegou ela e fugiu com outros. Magias voam para de um lado para o outro. Fiquei um pouco perdido, cuspiu meu chicle fora e me abaixei, não queria ficar no meio de nada. O que antes eu pensava que não iria fazer diferença para mim, quem sabe pode acabar me afetando de uma maneira ou de outra. Olhei para eles fugindo pela porta, abri um sorriso e respirei fundo, não podia entrar em pânico, na primeira brecha, tentaria fugir.


And I'm so high on misery

avatar
Informacion
Mensagens : 41
Pontos : 47
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Iron Syddle Bolter em Ter Nov 26, 2013 8:44 pm
Saio dali.
avatar
Informacion
Mensagens : 12
Pontos : 12
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Convidado em Ter Nov 26, 2013 9:09 pm
Saio do local.
Informacion
Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Lucian G. Shacklebolt em Ter Nov 26, 2013 9:12 pm

cause i'm only a crack...

in this castle of glass.


O tempo estava estável, o trabalho a mesma correria de sempre, eu andava de um andar ao outro do St Mungus atendendo pacientes ou assinando documentos.
De repente uma enfermeira correu até mim me pegando de surpresa, levantei os olhos e ela me entregou uma carta urgente do ministério, a abri curioso.
O ministério havia sofrido um atentado e o ministro estava desacordado. Deixei tudo o que eu estava fazendo de lado e aparatei pro ministério, correndo pelos corredores até chegar a sala do tribunal.
Adentrei a sala passando por quem havia ficado ali chegando ao ministro, prestando-lhe os primeiros socorros e aparatando com ele dali.

Sai com o ministro dali.



avatar
Informacion
Mensagens : 76
Pontos : 77
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Mischa R. Howard em Ter Nov 26, 2013 10:21 pm
Saio dali.
avatar
Informacion
Mensagens : 119
Pontos : 123
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Lilith H. Romanov em Qua Nov 27, 2013 3:03 pm
Saio Dali.
avatar
Informacion
Mensagens : 234
Pontos : 265
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Informacion
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 :: Nível 10

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
O RPG PASSA-SE NO MUNDO DE HARRY POTTER, CRIADO POR J.K ROWLING. SUA TRAMA FORA INTEIRAMENTE DESENVOLVIDA PARA USO DO TRIWIZARD PELA STAFF DO MESMO, E AGRADECEMOS DESDE JÁ A TODOS OS NOSSOS JOGADORES QUE COM SEUS PERSONAGENS AJUDARÃO NO DESENVOLVIMENTO DESTA.

A NOSSA SKIN FORA INICIALMENTE CRIADA POR DAKARIA, TENDO TODAS AS EDIÇÕES EXECUTADA POR S.L (FREI GORDUCHO). AS IMAGENS USADAS FORAM TIRADAS DO GOOGLE E EDITADAS POR S.L. LEMBRE-SE, PLÁGIO É CRIME.